Desafio Hub MG:
“Como reaproveitar resíduos, através da cultura de economia circular, descartando a incineração?”

Início 05/05/2022
| Fim 31/05/2022

descrição

A EMPRESA:

A empresa é uma multinacional, líder em saúde, fundada em 1923, com sede nos arredores de Copenhague, na Dinamarca. Trata-se da maior fábrica de insulina na América Latina, sendo que uma das suas unidades produtivas encontra-se em Minas Gerais, no Brasil.

O DESAFIO:

A empresa está implantando a política de zero impacto ambiental, adotando atitudes e métodos para tal. Visto a alta demanda de resíduos incinerados e os danos causados à natureza, busca-se por soluções alternativas, partindo da destinação circular, ou seja, o reaproveitamento dos resíduos para outros fins e assim manter o fluxo circular dos recursos, por meio da adição, retenção e regeneração de seu valor. O objetivo é que até o final de 2022 seja feita a destinação implementável dos seguintes resíduos: metanol, resíduos do serviço de saúde, absorventes femininos, e telhas de amianto.

- Metanol

O Metanol, é utilizado para sintetizar produtos químicos, tendo alta eficiência para a dissolução de sais, sendo aplicado nas tubulações para higienização. Ao todo são 5 litros de metanol na tubulação, diluídos em 15 há 20 litros de água, ficando com a concentração de 5% de metanol.
São descartados 1 tambor de 180 litros mensalmente, os quais são armazenados em bombonas de plástico. Após coletada uma quantidade significativa, as bombonas são direcionadas ao galpão para incineração.

- Resíduos provindos do posto médico e da clínica odontológica

Os resíduos provindos do clínica odontológica e do posto médico são compostos basicamente de: gaze, embalagens de remédio, produtos cortantes, agulhas e produtos químicos, resíduos de medicamentos usados, luvas, além de, possuir alguns materiais com resquícios de sangue e o ácido clorídrico em algumas agulhas.

- Descarte de absorventes feminino

Em todos os banheiros foi implementada a cultura de redução de resíduos sendo adotada a política de uso do papel higiênico biodegradável, sendo descartados no próprio vaso sanitário, porém, com os absorventes feminino isso não é possível. Atualmente são coletados e armazenados até que se atinja volume significativo para serem enviados à incineração. Em 2021 o total de resíduos gerados foi de 360 kg.
Telhas de Amianto quebradas

Resíduo gerado ocasionalmente quando são reformados os prédios e as mesmas são trocadas. Ao total foram gerados 10.524,00 kg de resíduos em 2021.
Atualmente, a empresa que propõe esse desafio possui contrato com duas empresas para realizar o processo de incineração.
Em 2021 foi gasto o valor de R$38.069,68 com a incineração dos resíduos considerados para o desafio.
O intuito principal é que estes resíduos possam ser reaproveitados para outros fins.

OS RESULTADOS ESPERADOS:

- Eliminar a incineração;
- Eliminar dê forma sustentável a destinação linear para resíduos não recicláveis que não podem ser co-processados;
- Solução aplicável, que atenda os princípios da destinação circular;
- Não atingir ao meio-ambiente;
- Implementação da solução até o final de 2022;

ÁREAS DE INTERESSE:

- Engenharia Química
- Tratamento de resíduos sólidos
- Gerenciamento de resíduos
- Saneamento ambiental
- Tratamento de efluentes
- Controle Ambiental

CONTATO:

Se você possui ou conhece uma potencial solução para este desafio se inscreva.

Dúvidas: [email protected]

O HUB MG identifica desafios relevantes de médias e grandes organizações mineiras, públicas e privadas, e as conectam com soluções da academia e do mercado ao redor do mundo de forma ágil e eficiente, em projetos piloto remunerados.

área relacionada

Economia circular, Gestão de resíduos

categorias

Sustentabilidade

Outros

Enterprise

Impacto Social